::: Terça-Feira, 12 de dezembro de 2017.
 
Macapá
3,25
Santana
3,00
Manaus

3,80

Rio Branco
3.50
Belém
3.10
Porto Velho
3,80
Boa Vista
3,10
Palmas
2,95
Fonte : NTU

Inscreva-se e receba
informações de nosso site.
 Nome:
 E-mail:
Cadastrar
     Descadastrar
 
 

 

 

>>Bilhete Único


 

 

O que é integração temporal?
            A integração temporal é a primeira opção a ser disponibilizada para um sistema integrado do município, através da qual o usuário pode trocar de ônibus, sem pagar uma nova passagem. O modelo escolhido para Macapá conceitua um tempo fixo para a integração temporal, mais um adicional variável. Ele funciona de modo a possibilitar o deslocamento de um ponto A para um ponto B, através de um determinado conjunto de linhas. As trocas de linhas serão realizadas sem o débito de outra passagem. Entretanto existe restrição no deslocamento por sentido de viagem, através de uma matriz de integração, de modo que o usuário não poderá fazer percursos de “ida e volta” com a mesma passagem.

 

 

O que é matriz de integração?
            A matriz de integração é o conjunto de informações gravadas nos validadores eletrônicos (leitores de cartão ao lado do Cobrador) que determina que linhas, por sentido de viagem, integram entre si. Cada linha possui um sentido de “ida” e outro de “volta”, com exceção das linhas circulares que só possuem um sentido. Para cada par de linhas, por exemplo: X e Y, teremos quatro opções de integração: ida de X com ida de Y, ida de X com volta de Y, volta de X com ida de Y e volta de X com volta de Y. A matriz de integração poderá permitir a integração nas quatro opções, em três, em duas, em uma ou em nenhuma, dependendo do itinerário das linhas.

 

O que é tempo de integração?
            A integração temporal pode ser concebida com tempo fixo ou com tempo variável e renovável.
No modelo de tempo variável e renovável, o tempo concedido ao usuário para passar na catraca do próximo veículo depende da linha que ele utilizou antes e é renovado em cada um dos transbordos, podendo o usuário utilizar até um número determinado pelo órgão gestor.
            Macapá implementa o modelo com tempo fixo, isto é, o usuário terá 60 minutos para realizar o transbordo indiferente da linha o qual embarcou originalmente, também limita o numero máximo de integrações em 1 transbordo. Visto que a topologia de transporte do município permite que o usuário chegue a qualquer ponto da cidade com até duas passagens, adicionalmente, o projeto de Integração Temporal em Macapá foi levantado visando não necessitar superar esse numero. Mas não se preocupe, apesar do tempo fixo, precauções foram feitas para não prejudicar os usuários que realizam percurso em linhas mais longas.

 

 

O que é necessário para utilizar a integração temporal?
Para que a Integração funcione, é necessário que o usuário possua um cartão eletrônico contendo saldo, caso não possua o cartão, será necessário obter qualquer um dos 3 tipos de cartões disponíveis no município de Macapá:

Cartão Vale-Transporte: Disponibilizado ao usuário através das empresas (Pessoa Jurídica) que realizam compra de crédito eletrônico para os seus funcionários. Este cartão debita o valor integral da tarifa.

Cartão Estudante: Disponibilizado através do cadastramento escolar realizado pelo SETAP no período de Cadastro e Recadastro Escolar realizado anualmente. Este cartão debita a metade do valor da tarifa.

Cartão Cidadão: Disponível para qualquer pessoa física, para adquiri-lo basta comparecer à sede do SETAP munido de documento pessoal para cadastro. Este cartão debita o valor integral da tarifa.

Todos os cartões possuem um custo de R$ 10,00 para a primeira via.

 

Como funciona a integração temporal?
Ao embarcar no primeiro ônibus, o usuário apresentará seu cartão no Validador Eletrônico, caso ele não contenha saldo o cartão será recusado, devendo este pagar o valor da tarifa em espécie. Existindo saldo, será debitado o valor de uma passagem (ou meia-passagem no caso de estudante). Após o débito, o sistema registra informações referentes à data, hora, linha, sentido, e tempo de integração. A partir dessa ocasião o usuário terá até o limite do Tempo de Integração, acrescidos de um valor variável adicional, para fazer o transbordo embarcando no segundo ônibus.


Ao apresentar o cartão na catraca do segundo ônibus, o Validador Eletrônico verifica se a linha e o sentido deste segundo ônibus pode integrar com a linha e o sentido do primeiro ônibus, tomando por base a matriz de integração. Nos seguintes casos o validador poderá novamente debitar o valor da tarifa:

 

O Usuário embarcou em uma linha que não integra com a primeira linha de origem

 

O Tempo de Integração foi esgotado.

 

Se a integração for válida, o validador permitirá a passagem do usuário sem qualquer débito.

 

 

Todas as linhas de Macapá contam com a integração temporal?
Não, conforme dito, apenas linhas selecionadas e em sentidos selecionados realizam a integração. Para mais detalhes visualize a tabela deste site.

 

 

 

 

Sindicato das Emp. de Transp. de Passag. no Estado do Amapá
C.N.P.J. 00.723.187/0001-51
Rua Odilardo Silva, 1039 – Centro – Macapá/AP
Fone (Fax): (96) 3222-7988 / 7743
          (96) 3222-0318
E-mail:  setap-ap@bol.com.br ; setap-ap@live.com
CEP 68.900-151 - MACAPÁ - AP

 

 

<<Voltar


VT Setap © 2010 - Todos os Direitos Reservados